27
Jan 11

Negro

 

Perguntaram-me porque gostava de negro.

E então, hoje finalmente resolvi responder…

 

É negro o meu interior.

Espantado?...foste tu que o pintaste.

O preto é a minha cor

Porque entraste no meu coração e o pisaste.

 

Com essa cor, cor que dizem ser a da morte da alma,

Cortaste de angústia um peito já tão lacerado…

 

Por detrás de um falsa aparência de felicidade

O sangue oculto jorra pela ferida dentro de mim.

Corte que não sei se sarou ou sarará com a idade.

Golpe de imaturidade em severa paixão de querubim.

 

Dádiva mal dada…destino que une e desenlaça

Chorando e troçando dos pobres corações apaixonados.

publicado por ladonortedalua às 22:56

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


arquivos
2011

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO