27
Jan 11

Não há palavras que expliquem

 

Não há palavras que expliquem

O quanto eu te desejo amar

Não há más memórias que fiquem

Pois vivo e respiro o teu aroma e o teu ar

 

Tudo em ti me é perfeito

E vejo até o que não possuis

És a minha vida e guardo-te em meu peito

Mas em lágrimas, tu, o meu sentimento diluis…

 

De ti só tenho a inspiração que me dás

E a memória desse sorriso que me ilumina…

Enquanto te amar minha alma não terá paz

Pois o que sinto por ti dá-me vida mas me domina.

 

publicado por ladonortedalua às 22:51

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


arquivos
2011

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO